SAPO Campus Wiki UA

FerramentasWeb2.0/Mindomo

O conteúdo publicado na Wiki do SAPO Campus de Aveiro deve ser considerado como estando em desenvolvimento. O seu conteúdo não foi validado cientificamente pela Universidade de Aveiro.

De WikiCampus

Voltar à página FerramentasWeb2.0


Ficheiro:Mindomo_logo.png


Tabela de conteúdo

Parte A - Grelha de Avaliação

Identificação e Descrição

 Identificação e breve descrição sobre as funcionalidades e usos do produto
Título Mindomo
Tipo de produto Ambiente de autor
Acesso ao produto Com registo prévio (controlado por identificação)

URL: http://www.mindomo.com/

Autoria / Copyright Expert Software Application srl.
Data 2007-2012
Idioma Inglês, Alemão, Espanhol, Francês, Italiano e Chinês
Descrição Conjunto de recursos para o registo de ideias soltas (brainstorming) e elaboração de mapas concetuais. A plataforma de criação permite a adição de imagens, vídeos, anotações e comentários, além de possibilitar interação entre utilizadores na construção conjunta de projetos.

Domínio Técnico

 Domínio Técnico
 Escala: 1 – Mau; 2 – Suficiente; 3 – Bom; 4 – Excelente; NA – Não aplicável / Não avaliado
  NA 1 2 3 4
A1. Instalação do produto         x
A2. Compatibilidade com outro software e/ou erros de programação       x  
A3. Design         x
A4. Interface         x
A5. Navegação e/ou orientação do/a utilizador/a         x
A6. Funcionalidades disponíveis (por exemplo, pesquisa, impressão de documentos, exportação de informação, áudio e vídeo, etc.)       x  
A7. Ajuda ao/à utilizador/a (integrada no software ou na documentação adicional)       x  
Avaliação global (domínio técnico)
  • Instalação do produto, compatibilidade com outro software e programação
    A utilização do produto não requer instalação prévia de nenhum aplicativo, podendo ser utilizado por qualquer computador que disponha de um navegador com o suplemento Adobe Flash Player e tenha acesso à Internet. O site funciona sem erros e permite uma navegação fluida, sem problemas de compatibilidade com os sistemas operativos Windows, Mac OS X e Linux. Contudo, a plataforma apresenta problemas no recurso de apresentação de mapas, quando utilizada a partir de versões anteriores do Internet Explorer, e na exportação de mapas, em formato imagem, quando utilizada a partir do navegador Firefox.
  • Design, interface e navegação do/a utilizador/a
    A interface apresentada é simples e intuitiva, com design constituído por menus que organizam os recursos e facilitam a orientação do utilizador na procura das ferramentas. É de se ressaltar ainda uma adequada utilização de cores e a escolha da fonte, não serifada, características que facilitam a legibilidade e orientação pela plataforma.

  • Funcionalidades disponíveis
    A construção de mapas conceituais é restrita à exploração de apenas um tópico principal, sem a possibilidade de relação entre dois ou mais tópicos que se encontrem neste nível, uma vez que os recursos só permitem o registo de ideias numa escala descendente. À parte dessa limitação, a plataforma dispõe de variados utilitários que possibilitam ao/à utilizador/a inserir vídeos, imagens, hiperligações, anotações e comentários suplementares. Além disso, permite a partilha dos mapas com outros utilizadores, a publicação dos mapas na webpage do editor (com acesso restrito ou não) e a incorporação dos mesmos em outras webpages. A utilizadores de um pacote pago (Premium), é possível exportar os mapas criados em formato de imagem (*.png, *.jpg e *.gif), documento (*.txt, *.rtf e *.html), Excel (.*xls), Project (*.mpx) e MindManager File (*.mmap). Aos utilizadores do pacote básico (Free), somente é possível realizar upload de mapas em formato de imagem.

  • Ajuda ao/à utilizador/a
    Os tópicos de ajuda não se encontram integrados na aplicação, embora sejam suficientes para orientar a utilização dos recursos disponibilizados. De se ressaltar que suporte de ajuda encontra-se apenas no idioma inglês.


Domínio do Conteúdo

 Domínio do Conteúdo
 Escala: 1 – Mau; 2 – Suficiente; 3 – Bom; 4 – Excelente; NA – Não aplicável / Não avaliado
  NA 1 2 3 4
A8. Rigor científico (incluindo qualidade e correção científica do conteúdo, atualidade da informação e clareza no uso de termos e conceitos)
x        
A9. Adequação dos conteúdos ao público-destinatário x        
A10. Pertinência dos conteúdos face à natureza da temática e aos objetivos curriculares x        
Avaliação global (domínio do conteúdo)
  • Rigor científico, adequação e pertinência dos conteúdos
    Uma vez que se trata de um ambiente cujo conteúdo é gerado pelo/a utilizador/a, este domínio não se aplica à avaliação desta plataforma.

Domínio Pedagógico

 Domínio Pedagógico
 Escala: 1 – Mau; 2 – Suficiente; 3 – Bom; 4 – Excelente; NA – Não aplicável / Não avaliado
  NA 1 2 3 4
A11. Adequação face aos objetivos de aprendizagem definidos e ao grupo-alvo e/ou relevância para o desenvolvimento de competências essenciais (gerais e específicas)
x        
A12. Possibilidade de articulação/integração curricular         x
A13. Respeito por diferentes ritmos de aprendizagem         x
A14. Perspetiva pedagógica subjacente ao programa, incluindo papel dos alunos/as x        
Avaliação global (domínio pedagógico)
  • Possibilidade de articulação/integração curricular e respeito por diferentes ritmos de aprendizagem
    A construção e interpretação de mapas conceptuais podem ter variadas aplicações no domínio do ensino e da aprendizagem, especialmente na sistematização de leituras, na organização do pensamento e na exposição de representações de esquemas mentais. Por esse motivo, é de se ressaltar a excelente possibilidade de articulação curricular que a plataforma Mindomo possui, além de a sua utilização poder se processar consoante o ritmo de aprendizagem dos utilizadores.

Domínio Linguístico

 Domínio Linguístico
 Escala: 1 – Mau; 2 – Suficiente; 3 – Bom; 4 – Excelente; NA – Não aplicável / Não avaliado
  NA 1 2 3 4
A15. Adequação da linguagem ao público-alvo e aos conteúdos desenvolvidos
    x    
A16. Correção linguística         x
A17. Clareza da linguagem         x
Avaliação global (domínio linguístico)
  • Adequação da linguagem, correção e clareza da linguagem
    É de se pontuar, nesse domínio, o fato de que apenas a interface principal de acesso e de gestão de mapas se encontrar em variados idiomas. A principal língua de interface e o inglês, único idioma em que se encontra o suporte de ajuda da plataforma.

Domínio de Valores e Atitudes

 Domínio de Valores e Atitudes
 Escala: 1 – Mau; 2 – Suficiente; 3 – Bom; 4 – Excelente; NA – Não aplicável / Não avaliado
  NA 1 2 3 4
A18. Ausência de preconceitos ou estereótipos x        
A19. Promoção da igualdade entre homens e mulheres x        
A20. Ausência de conteúdos que incitem à violência
x        
A21. Relevância na promoção de atitudes positivas face à Natureza e ao Ambiente x        
Avaliação global (domínio de valores e atitudes)
  • Ausência de preconceitos, promoção de igualdade de género e da não-violência
    Uma vez que se trata de um ambiente cujo conteúdo é gerado pelo/a utilizador/a, este domínio não se aplica à avaliação desta plataforma.

Domínio de Desenvolvimento de Competências de Século XXI

 Domínio de Desenvolvimento de Competências do Século XXI
 (Dede, 2000; Gee, 2009; Hilton, 2010; Jenkins et al., 2009; P21, 2009; Pink, 2006)
 Escala: 1 – Mau; 2 – Suficiente; 3 – Bom; 4 – Excelente; NA – Não aplicável / Não avaliado
  NA 1 2 3 4
A22. Resolução de situações-problema
        x
A23. Sistematização e interpretação de sistemas complexos
        x
A24. Criatividade e inovação na formulação e apresentação de ideias e ações
        x
A25. Comunicação e colaboração com os outros         x
A26. Adaptação a imprevistos e mudanças em diferentes ambientes e realidades
        x
A27. Trabalho em cooperação         x
Avaliação global (domínio de valores e atitudes)
  • Resolução de situações-problema, criatividade e inovação e adaptação a diferentes ambientes e realidades
    Enquanto um ambiente de criação, a plataforma Mindomo coloca-se como um recurso de potencial desenvolvimento de competências relacionadas com a criatividade e inovação, proporcionando ao/à utilizador/a meios para contornar situações-problema e adaptar-se a diferentes contextos que requerem uma sistematização e comunicação eficaz de processos de pensamento.
  • Sistematização e interpretação de sistemas complexos
    Sob o signo da sistematização, a plataforma permite o registo, comunicação e leitura de representações visuais de sistemas de pensamento, além de permitir ao/à utilizador/a a possibilidade de refletir sobre o próprio processo de organização cognitiva num exercício de meta-cognição.

  • Comunicação com os outros e trabalho em cooperação
    A par do fato de ser uma plataforma de criação e, portanto, também de comunicação, o aplicativo Mindomo permite que diferentes utilizadores trabalhem, à distância, na elaboração de representações de mapas mentais, colocando-se potencialmente como um ambiente de desenvolvimento de competências relacionadas com o trabalho em equipa.

Domínio de Características da Web 2.0

 Domínio de Características da Web 2.0
 Anderson, 2007; Anttiroiko & Savolainen, 2011; Chiang, Huang & Huang, 2009; O’Reilly, 2005; Reiter & Gouveia, 2010
 Escala: 1 – Mau; 2 – Suficiente; 3 – Bom; 4 – Excelente; NA – Não aplicável / Não avaliado
  NA 1 2 3 4
A28. Utilizador como prosumer / usergenerated content
        x
A29. Cloudcomputing / ubiquidade
        x
A30. Folksonomia
        x
A31. Social         x
Avaliação global (domínio de características da web 2.0)
  • Utilizador como prosumer
    A utilização da plataforma Mindomo demanda a participação ativa do/a utilizador/a na geração de conteúdos, neste caso, mapas concetuais, que podem ser difundidos em múltiplos espaços virtuais.
  • Cloudcomputing / ubiquidade
    O ambiente de criação disponibilizado por essa plataforma de criação de mapas concetuais pode ser acedido a partir de qualquer ponto ligado à Internet, inclusive em mais de um ponto, simultaneamente.

  • Folksonomia e social
    A arquitetura de participação estabelecida possibilita a partilha do processo de elaboração de mapas concetuais, colocando em evidência o aspecto social e a construção partilhada de conhecimento que caracterizam essa plataforma.

Parte B - Avaliação Descritiva Global

 Descrição sumária e Apreciação Global
 Escala: 1 – Mau; 2 – Suficiente; 3 – Bom; 4 – Excelente; NA – Não aplicável / Não avaliado
Domínio Técnico
No domínio técnico, destacam-se, como pontos fortes: a) utilização simples, com poucos requisitos prévios (ligação à internet e instalação de um navegador); b) navegação fluida; c) interface intuitiva; e d) recursos variados e pouco limitativos.

Como pontos fracos, indicam-se: a) exportação de mapas concetuais limitada no navegador Firefox; b) criação de mapas concetuais restrita à exploração de apenas um tópico principal; e c) ajuda ao/à utilizador/a suficiente apenas para os que compreendem o inglês (considerando que a plataforma disponibiliza a interface principal em mais cinco línguas).

3,57
Domínio do Conteúdo
Este ponto não se aplica à plataforma em análise.
NA
Domínio Pedagógico
Neste domínio, destacam-se como pontos fortes: a) o potencial educativo do ambiente de criação estabelecido pela plataforma Mindomo e b) a abertura que possui a diferentes ritmos de aprendizagem.
4
Domínio Linguístico
Nesse domínio é de se pontuar o fato de que a interface principal encontrar-se em seis idiomas. Entretanto, o suporte de ajuda encontra-se somente em inglês.
3,33
Domínio de Valores e Atitudes
Este ponto não se aplica à plataforma em análise.
NA
Domínio de Desenvolvimento de Competências do Século XXI
No que diz respeito ao desenvolvimento de competências do Século XXI, o aplicativo destaca-se por: a) caracterizar-se como um ambiente de criação e, como tal, colocar-se como um recurso potencial para o desenvolvimento de criatividade e inovação na resolução de problemas; b) permitir o registo, comunicação e leitura de representações visuais de processos de pensamento; e c) estabelecer uma arquitetura de colaboração no desenvolvimento, à distância, de projetos comuns.
4
Domínio de Características Web 2.0
A utilização da plataforma Mindomo demanda a participação ativa do/a utilizador/a na geração de conteúdos, característica que mais a enquadra no universo 2.0. Outro atributo que caracteriza a plataforma como um produto da Web 2.0 é a possibilidade guardar projetos em andamento para finalização em outro momento ou a partir de outro ponto de acesso (ubiquidade). A característica social deste ambiente de autor manifesta-se sobretudo na possibilidade de interação à distância entre utilizadores na elaboração de projetos comuns.
4
Média dos domínios avaliados 3,78

Parte C - Proposta de Integração Curricular / Aplicação Educativa

 Sugestões de utilização em contexto educativo
Proposta de utilização
Propõe-se o desenvolvimento de um módulo didático consagrado à leitura e produção de textos de opinião com o recurso à construção partilhada de esquemas conceptuais.
Nível de ensino
Ensino Secundário (com adaptações possíveis para os 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico).
Intervenientes
Alunos e Professor/a de Língua Portuguesa
Objetivos
No tocante à leitura:

- Desenvolver competências de compreensão na leitura associadas à identificação e hierarquização de temas principais e temas secundários presentes num texto de informação;

- Explorar a interpretação textual na sistematização de esquemas de leitura a serem representados visualmente na elaboração de mapas concetuais;

- Fomentar o debate sobre a possibilidade de múltiplas leituras a partir de um texto, abordando diferenças e similaridades existentes em diferentes mapas de leitura elaborados a partir de um texto.

No tocante à produção textual:

- Refletir sobre o processo de construção de um texto expositivo-argumentativo com base na prévia seleção e hierarquização de argumentos e a sua representação esquemática em mapas de conceitos/ideias/argumentos.

- Exercitar a produção escrita de um texto argumentativo com base num planeamento esquemático prévio.

Descrição da(s) atividade(s)
O planeamento do módulo didático contempla quatro fases, que podem ser realizadas de modo sequenciado ou em dois blocos (conforme Figura 1), que procuram desenvolver competências associadas aos domínios da leitura (Bloco 1) e da escrita (Blocos 2), assumindo os textos de opinião como tema transversal.

A Fase 1, comum aos dois blocos, dedica-se a uma abordagem introdutória do género textual de opinião. Nesse sentido, a partir de um texto mentor, propõe-se que, em discussões com os alunos: a) haja uma sistematização das principais características de um texto de opinião / argumentativo, com destaque para as suas funções discursivas e estrutura matriz; b) sejam destacadas a sua temática principal e os seus subtemas; e c) ocorra a construção conjunta de um esquema do texto, na qual tema e subtemas sejam relacionados e organizados de forma hierárquica. Ao fim desta fase, importa realizar uma exploração guiada da plataforma Mindomo, indicando as suas principais funcionalidades. Para a realização do Bloco 1, propõe-se ainda que, ao fim, sejam dadas orientações para que os alunos trabalhem de forma autónoma, na plataforma, elaborando esquemas de leitura a partir de textos sugeridos nas aulas. Estes esquemas de leitura, construídos em pares, deverão ser apresentados e comentados em sala de aula, concretizando-se a Fase 2.

A Fase 3 tem como objetivo criar uma dinâmica de reflexão a respeito do processo de construção de um texto de opinião. Dessa forma, é introduzida uma lógica inversa da apresentada nas fases anteriores, que consiste em: a) apresentar e discutir um esquema concetual elaborado pelo/a docente; b) discutir um texto de opinião elaborado a partir do esquema concetual apresentado; e c) propor aos alunos, como trabalho autónomo, a escrita de um texto de opinião a partir de uma lista de temas a serem sugeridos e com recurso prévio à construção de um esquema que represente a relação dos argumentos a ser considerados no desenvolvimento do texto. O processo de construção do esquema deverá ser realizado com suporte à plataforma Mindomo e partilhado com um dos colegas.

No desenvolvimento da Fase 4, são apresentados e discutidos em sala de aula os textos elaborados e os seus respetivos esquemas de suporte.


Ficheiro:Mindomo_esquema.jpg


O processo de avaliação deverá acompanhar todas as fases. Entretanto, prevê-se quatro momentos específicos de avaliação no decorrer de todo o módulo didático: a) no desenvolvimento de trabalhos autónomos (2 momentos), em que uma auto-avaliação é acompanhada da avaliação de um dos colegas; e b) na apresentação e discussão do resultado dos trabalhos autónomos (fases 2 e 4).

Voltar à página FerramentasWeb2.0